Introdução à linha de comando

Para as leitoras em casa: este capítulo é coberto no vídeo Sua nova amiga: a linha de comando.

É emocionante, não?! Em poucos minutos você vai escrever sua primeira linha de código! :)

Vamos apresentá-la à sua primeira nova amiga: a linha de comando!

As etapas a seguir mostraram a você como usar a janela preta que todos os hackers usam. Pode parecer um pouco assustador no começo, mas realmente é apenas um prompt esperando por comandos de você.

Observação: Note que ao longo deste tutorial, intercalamos o uso dos termos 'diretório' e 'pasta', mas eles significam a mesma coisa.

O que é a linha de comando?

A janela, que geralmente é chamada de linha de comando ou interface de linha de comando, é uma aplicação de texto para ver e manipular arquivos em seu computador. É comoo Windows Explorer ou o Finder no Mac, mas sem a interface gráfica. Outros nomes para a linha de comando são: cmd, CLI, prompt, console ou terminal.

Abra a interface de linha de comando

Para começar alguns experimentos, precisamos abrir a nossa interface de linha de comando.

Opening: Windows

Vá para o Menu iniciar → Sistema do Windows → Prompt de comando.

Em versões antigas do Windows, procure em Menu iniciar → Todos programas → Acessórios → Prompt de comando.

Opening: OS X

Vá para Aplicações → Utilidades → Terminal.

Opening: Linux

Provavelmente você vai achar em Aplicativos → Acessórios → Terminal, mas isso depende do seu sistema operacional. Qualquer coisa é só procurar no Google. :)

Prompt

Agora você deve ver uma janela branca ou preta que está à espera de seus comandos.

Prompt: OS X and Linux

Se você estiver em Mac ou Linux, provavelmente verá um `` $, como este:

command-line

$
Prompt: Windows

No Windows, é um sinal de >, como este:

command-line

>

Cada comando será antecedido por este sinal e um espaço, mas você não precisa digitá-lo. Seu computador fará isso por você. :)

Uma pequena observação: pode ser que apareça algo como C:\Users\ola> ou Olas-MacBook-Air:~ ola$ antes do cursor e isso está 100% correto.

A parte que vai até e inclui o $ ou o > é chamada de prompt de linha de comando, ou prompt, de forma breve. Ele está pedindo que você digite algo.

No tutorial, quando queremos que você digite um comando, nós incluiremos o $ ou > e algumas vezes algum texto adicional à esquerda. Você pode ignorar o que está à esquerda e apenas digitar o comando que inicia após o prompt.

Seu primeiro comando (Uhuu!)

Vamos começar digitando este comando:

Your first command: OS X and Linux

command-line

$ whoami
Your first command: Windows

command-line

> whoami

E então pressione a tecla enter. Este é o nosso resultado:

command-line

$ whoami
olasitarska

Como você pode ver, o computador acabou de mostrar seu nome de usuário na tela. Legal, né? :)

Tente escrever cada comando, não copie e cole. Assim você vai se lembrar melhor deles!

O Básico

Cada sistema operacional tem o seu próprio conjunto de instruções para a linha de comando, então certifique-se de que você está seguindo as instruções do seu sistema operacional. Vamos tentar, certo?

Pasta atual

Seria legal saber em que diretório estamos, né? Para isso, digite o seguinte comando e clique enter:

Current directory: OS X and Linux

command-line

$ pwd
/Users/olasitarska

Observação: 'pwd' significa 'print working directory' (imprima/mostre o diretório de trabalho).

Current directory: Windows

command-line

> cd
C:\Users\olasitarska

Observação: 'cd' significa 'change directory' em inglês, o que se traduz para 'mudar de diretório'. Com o powershell, você pode utilizar pwd da mesma forma como no Linux ou Mac OS X.

Você provavelmente vai ver algo parecido em seu computador. A linha de comando geralmente inicia no diretório principal do usuário, também chamado de diretório "home", em Inglês.


Listando arquivos e pastas

Então, o que tem no seu computador? Seria legal descobrir. Vamos ver:

List files and directories: OS X and Linux

command-line

$ ls
Applications
Desktop
Downloads
Music
...
List files and directories: Windows

command-line

> dir
 Directory of C:\Users\olasitarska
05/08/2014 07:28 PM <DIR>      Applications
05/08/2014 07:28 PM <DIR>      Desktop
05/08/2014 07:28 PM <DIR>      Downloads
05/08/2014 07:28 PM <DIR>      Music
...

Observação: No powershell, você também pode usar 'ls' como no Linux e Mac OS X.


Entrando em outra pasta

Agora vamos para a pasta Desktop:

Change current directory: OS X and Linux

command-line

$ cd Desktop
Change current directory: Windows

command-line

> cd Desktop

Veja se realmente entramos na pasta:

Check if changed: OS X and Linux

command-line

$ pwd
/Users/olasitarska/Desktop
Check if changed: Windows

command-line

> cd
C:\Users\olasitarska\Desktop

Aqui está!

Dica de profissional: se você digitar cd D e apertar a tecla tab no seu teclado, a linha de comando irá preencher automaticamente o resto do nome para que você possa navegar rapidamente. Se houver mais de uma pasta que comece com "D", aperte a tecla tab duas vezes para obter uma lista de opções.


Criando uma pasta

Que tal criar um diretório em sua área de trabalho para praticar? Use o seguinte comando:

Create directory: OS X and Linux

command-line

$ mkdir practice
Create directory: Windows

command-line

> mkdir practice

Esse pequeno comando criará um diretório chamado practice em sua área de trabalho. Você pode verificar se o diretório realmente está lá olhando sua área de trabalho ou executando o comando ls ou dir! Experimente. :)

Dica de profissional: Se você não quiser digitar o mesmo comando várias vezes, tente pressionar seta para cima e seta para baixo no teclado para percorrer comandos usados recentemente.


Exercite-se!

Um pequeno desafio: crie um diretório chamado test dentro do diretório practice. (Use os comandos cd e mkdir.)

Solução:

Exercise solution: OS X and Linux

command-line

$ cd practice
$ mkdir test
$ ls
test
Exercise solution: Windows

command-line

> cd practice
> mkdir test
> dir
05/08/2014 07:28 PM <DIR>      test

Parabéns! :)


Limpando

Não queremos deixar uma bagunça, então vamos apagar tudo o que fizemos até agora.

Primeiro, precisamos voltar para a pasta Desktop:

Clean up: OS X and Linux

command-line

$ cd ..
Clean up: Windows

command-line

> cd ..

Ao utilizar o .. junto com o comando cd, você muda do diretório atual para o diretório pai (o diretório que contém o seu diretório atual).

Veja onde você está:

Check location: OS X and Linux

command-line

$ pwd
/Users/olasitarska/Desktop
Check location: Windows

command-line

> cd
C:\Users\olasitarska\Desktop

Agora é hora de deletar o diretório pratice:

Atenção: A exclusão de arquivos usando del, rmdir ou rm é irreversível; ou seja, os arquivos excluídos são perdidos para sempre! Então, tenha cuidado com este comando.

Delete directory: Windows Powershell, OS X and Linux

command-line

$ rm -r practice
Delete directory: Windows Command Prompt

command-line

> rmdir /S practice
practice, Are you sure <Y/N>? Y

Pronto! Para ter certeza que a pasta foi excluída, vamos checar:

Check deletion: OS X and Linux

command-line

$ ls
Check deletion: Windows

command-line

> dir

Saindo

Isso é tudo, por enquanto! Agora você pode fechar a janela do terminal, mas vamos fazer do jeito hacker, né? :)

Exit: OS X and Linux

command-line

$ exit
Exit: Windows

command-line

> exit

Legal, né? :)

Sumário

Aqui vai uma lista de alguns comandos úteis:

Comando (Windows) Comando (Mac OS / Linux) Descrição Exemplo
exit exit Fecha a janela exit
cd cd Muda a pasta cd test
cd pwd Mostra o diretório atual cd (Windows) ou pwd (Mac OS / Linux)
dir ls Lista as pastas e/ou arquivos dir
copy cp Copia um arquivo copy c:\test\test.txt c:\windows\test.txt
move mv Move um arquivo move c:\test\test.txt c:\windows\test.txt
mkdir mkdir Cria uma pasta mkdir testdirectory
rmdir (ou del) rm Exclui arquivo del c:\test\test.txt
rmdir /S rm -r Exclui diretório rm -r testdirectory

Esses são apenas alguns dos comandos que você pode rodar na sua linha de comando, mas não vamos usar mais do que isso hoje.

Se você estiver curiosa, ss64.com contém uma referência completa de comandos para todos os sistemas operacionais.

Pronta?

Vamos mergulhar no Python!

results matching ""

    No results matching ""